Escolha uma Página

O que fazer antes de iniciar uma obra?

por Jéssica Huller

Após a decisão de se realizar uma obra, os primeiros passos precisam estar bem claros para garantir uma construção sem imprevistos.

 

Neste post, você terá uma noção geral de dicas imprescindíveis do que fazer antes de iniciar de fato sua construção para evitar ao máximo dores de cabeça após seu início. É nesse momento que você deve parar para analisar e planejar a sua obra – e quanto mais você se dedicar nesta etapa, menos custos extras você terá nos meses seguintes.

1. Invista em bons projetos

BIM na construção civil (Fonte: Engebrac)

Os projetos são os guias da sua obra e são essenciais para um bom planejamento da mesma. Imagine viajar para um local desconhecido sem usar um GPS ou mapa impresso do local, você dependerá das informações que vai coletando a medida que vai se perdendo e corre o risco de ser indicado para o caminho errado muitas vezes. É a mesma coisa sem um projeto! Contar com um bom projetista pode fazer uma grande diferença dentro do seu empreendimento

É na fase de projeto que se busca antecipar problemas da obra e resolvê-los, evitando maiores custos e retrabalho. Por isso, recomenda-se fazer a compatibilização dos projetos. Trata-se de uma sobreposição dos projetos arquitetônico, hidrossanitário, estrutural e o que mais se fizer necessário para que se encontrem conflitos entre eles. Resolver essas incompatibilidades na fase de projeto vai evitar desperdícios e retrabalhos em obra, como, por exemplo, fazer furos em lajes e vigas, deslocar pontos d’água e realizar mochetas imprevistas que diminuirão a área privativa.

Além disso, como ilustrado no gráfico ao lado, quanto mais tarde é feita uma correção, maior é o custo da mesma, ou seja, vale muito a pena fazer um bom trabalho já na etapa de projeto.

Custo de correção x Tempo (Fonte: Crea-MG)

Hoje, os softwares que se utilizam de BIM (Building Information Modeling), como Revit e Navisworks, estão se mostrando os mais eficientes para a compatibilização de projetos, uma vez que permitem concentrar todas as informações da construção.

 

 

2. Antecipe aprovações legais

Ao longo do processo de projeto, deve-se adiantar a organização das documentações necessárias para as aprovações legais da obra. A falta de atenção para este aspecto pode acabar atrasando o início da obra em meses, prejudicando todo o seu planejamento.

Serão necessários diversos documentos como Alvará de Projeto, Alvará de Execução, Projeto Arquitetônico e Anotação de Responsabilidade Técnica (ART). Você deverá analisar a lista completa de documentos necessários de acordo com o Código de Obras da sua cidade, geralmente encontrado no site da prefeitura no setor de Meio Ambiente, Planejamento e Desenvolvimento Urbano.

3. Planeje sua obra

A elaboração de um planejamento é essencial para uma boa obra. Saber, no mínimo, quando cada etapa terá início e fim vai ajudar a organizar seus custos, antecipar demandas e manter um ritmo na obra.

Exemplo de Linha de Balanço (Fonte: blog Lean Construction)

Sempre elabore seu planejamento junto com seu mestre de obras, ele vai agregar experiência e conhecimento da equipe. Alinhe-se também com sua mão de obra, para que todos os envolvidos estejam cientes do planejamento.

Uma sugestão é utilizar uma linha de balanço, que permite visualizar tarefas que podem ser executadas paralelamente, desenvolvendo um melhor aproveitamento da equipe.

4. Preveja seus custos 

A partir do seu planejamento, destrinche um cronograma de custos. Isso vai permitir que você organize suas finanças e antecipe algumas demandas para uma melhor distribuição de despesas.

Mantenha sempre em mente os principais gastos de cada etapa da obra, dando uma atenção especial na hora de realizar estas cotações – uma boa pesquisa de preços pode fazer toda a diferença no valor final da sua obra. 

Um cronograma de custos também permitirá que você avalie a possibilidade de compras globais de materiais como concreto, aço e pisos, que trarão mais economia para o seu empreendimento.

5. Organize seu sistema de compras

Pensar no seu sistema de compras antecipadamente vai lhe permitir uma obra mais tranquila e organizada. É importante estipular quem será responsável pelas suas cotações – se será você, seu engenheiro ou uma terceira pessoa – e de que forma elas serão realizadas. Lembre-se também de informar sua mão de obra de como solicitar material.

Sobre como realizar as compras, recomenda-se que você utilize alguma ferramenta de auxílio, pois um bom processo de cotação tende a demandar tempo e esforço que você provavelmente não terá disponível. Além de auxiliar na organização dos gastos,  gerar economias graças ao devido planejamento.

É importante também que você pense nas suas cotações iniciais, relacionadas aos serviços preliminares da obra – topografia, seguro de obra, instalações provisórias e outros –, evitando a realização de muitas cotações urgentes que não conseguirão bons resultados.

Resumo

Assegure que você terá um bom projeto, esse é um investimento que trará alto retorno para sua obra; organize suas documentações e planeje as etapas e os custos da sua construção para que ela seja muito mais eficiente e pense no seu sistema de compras, ele é fator direto de influência no custo final da sua obra.

Ter bem claro em mente esses 5 passos, vai facilitar (e muito!) a sua vida no decorrer da obra. O quanto antes você se preparar, menos imprevistos e despesas extras terá durante a construção.

 

Jéssica Huller

Consultora de Implementação

É graduanda de Engenharia Civil na Universidade Federal de Santa Catarina. Foi empresária júnior no EPEC – Escritório Piloto de Engenharia Civil e hoje atua como Consultora de Implementação na Conaz, auxiliando as empresas a otimizar seus processos de cotação e compras.